Vida


Talvez vocês já tenham lido esse texto...Eu tinha conhecimento desse fato e me emocionei muito ao lê-lo! É realmente uma lição de vida!

Beijos

NOBREZA HUMANA -

Possivelmente você já ouviu ao menos falar sobre os três tenores. O italiano Luciano Pavarotti, os espanhóis Plácido Domingo e José Carreras. É possível mesmo que os tenha assistido pela TV, abrilhantando eventos como a Copa do Mundo de futebol.
O que talvez você não saiba é que Plácido Domingo é madrileno e José Carreras é catalão. E há uma grande rivalidade entre madrilenos e catalães.
Plácido e Carreras não fugiram à regra. Em 1984, por questões políticas, tornaram-se inimigos.
Sempre muito requisitados em todo o mundo, ambos faziam constar em seus contratos que só se apresentariam se o desafeto não fosse convidado.

Em 1987, Carreras ganhou um inimigo mais implacável que Plácido Domingo. Foi surpreendido por um terrível diagnóstico de leucemia.
Submeteu-se a vários tratamentos, como auto-transplante de medula óssea e trocas de sangue. Por isso, era obrigado a viajar mensalmente aos Estados Unidos.
Claro que sem condições para trabalhar, e com o alto custo das viagens e do tratamento, logo sua razoável fortuna acabou. Sem condições financeiras para prosseguir o tratamento, Carreras tomou conhecimento de uma instituição em Madrid, denominada Fundación Hermosa.

Fora criada com a finalidade única de apoiar a recuperação de leucêmicos.
Graças ao apoio dessa fundação, ele venceu a doença. E voltou a cantar.
Tornando a receber altos cachês, tratou de se associar à fundação. Foi então que, lendo os estatutos, descobriu que o fundador, maior colaborador e presidente era Plácido Domingo.

Mais do que isso. Descobriu que a fundação fora criada, em princípio, para atender a ele, Carreras. E que Plácido se mantinha no anonimato para não o constranger por ter que aceitar auxílio de um inimigo.
Momento extraordinário, e muito comovente aconteceu durante uma apresentação de Plácido, em Madrid.

De forma imprevista, Carreras interrompeu o evento e se ajoelhou a seus pés.
Pediu-lhe desculpas. Depois, publicamente lhe agradeceu o benefício de seu restabelecimento.
Mais tarde, quando concedia uma entrevista na capital espanhola, uma repórter perguntou a Plácido Domingo por que ele criara a Fundación Hermosa.
Afinal, além de beneficiar um inimigo, ele concedera a oportunidade de reviver a um dos poucos artistas que poderiam lhe fazer alguma concorrência.

A resposta de Plácido Domingo foi curta e definitiva: "porque uma voz como essa não se podia perder."
Fazer o bem sem ostentação é grande mérito.
Ainda mais meritório é ocultar a mão que dá. Constitui marca de grande superioridade moral.
Não saber a mão esquerda o que dá a mão direita é uma imagem que caracteriza admiravelmente esse tipo de benefício.
Quando, ao demais, o benefício tem por objetivo maior atender um eventual desafeto, torna-se ainda mais meritório.
A criatura demonstra, com tal atitude, estar acima do comum da humanidade.

Que essa história não caia no esquecimento. E, tanto quanto possível, nos sirva de inspiração e exemplo.




Escrito por Rita às 15h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


O piano

Talvez vocês não saibam, mas toco piano desde os 7 anos de idade. Tocar é uma das minhas paixões; é uma paixão que anda meio esquecida, mas não adormecida...Todos os dias tento tocar pelo menos uma música!

Quando tinha uns 9 anos, ganhei meu primeiro piano! Me lembro perfeitamente como foi maravilhoso! Dias antes do piano chegar eu ia para a escola com aquela vontade de ficar, pois não via a hora que ele chegasse! Mesmo sendo criança, sabia o valor que aquilo tinha par o meu pai, o quanto ele suou para comprar aquele piano e o quanto ele gostava que eu tocasse! Ele era meu grande incentivador! Chegava do trabalho e me pedia para tocar determinadas músicas! Ou eu o chamava para ouvir a música nova que havia aprendido!

Nas festas de família todos ficavam à minha volta ouvindo as músicas que eu tocava e cantando com elas! Era uma sensação muito boa aquela! Me sentia querida por todos! Cheguei a ganhar um dinheirinho tocando em casamentos! Mas como tudo na vida passa, essa fase também passou e agora não tenho muito tempo para tocar...Mas não quero parar nunca!

Há cerca de uns 5 ou 6 anos atrás meu pai ganhou um piano de cauda do patrão dele. Quer dizer, ganhou, não, ele recebeu em troca de um projeto que havia realizado. Para vocês terem uma idéia de quanto meu pai gosta disso, o homem perguntou se ele preferia um carro ou o piano e ele escolheu o piano! E precisávamos muito de um carro novo na época! Hoje eu o agradeço muito por isso e por não ter deixado que eu parasse de ir às aulas de piano quando criança!

Semana passada veio um técnico afinador aqui em casa para analisar meu piano, pois além de ser afinado ele precisa de muitos reparos. Eu sabia que ele era antigo, mas não tinha a idade exata dele, pois ela fica impressa no seu interior e era necessário desmontá-lo para vê-la.

Quando ele me mostrou eu não acreditei: 20-02-1904! Meu piano tem 100 anos, dá para acreditar? Logo comecei a imaginar como ele chegou até mim, quem o trouxe para o Brasil (ele é austríaco), quem o comprou...Estou pesquisando na net dados sobre ele, mas está difícil encontrar algo concreto...E o que eu encontro está em alemão...rss...Mas não desisto, alguma coisa eu irei achar! Se alguém souber como posso conseguir isso, me diga por favor!

Aí vai uma foto do meu piano! Agora que sei que ele tem 100 anos estou ainda mais apaixonada por ele! rss...

Beijos



Escrito por Rita às 20h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Ontem foi aniversário de uma pessoa muito, muito especial!
Uma pessoa que dedica sua vida a cuidar dos filhos e os criou com muita dignidade, muito carinho, com seu jeitinho meigo e carinhoso de falar, o mesmo com que trata meu filho...
Uma pessoa que, acima de tudo, é minha amiga, minha companheira de cafezinho, minha companheira de videokê! Juntas rimos muito, falamos muita besteira! A nossa sintonia é perfeita!
Ontem foi aniversário de uma das pessoas que mais amo nesse mundo: minha mãe!
Mãe, também devo muito à você! Claro que tudo que tenho de bom dentro de mim eu devo à vocês (você e o pai)! Mas além disso, devo a vida do Rafa!
Eu já escrevi isso aqui e escreveria mil vezes, porque é verdade: sem você, sem o pai, eu não teria conseguido superar tudo aquilo...
Obrigada por tudo! Obrigada por ser assim, essa mãe maravilhosa!
Te amo!

Na foto, meus pais com o Rafa.

 



Escrito por Rita às 08h40
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Meu perfil





BRASIL, Sudeste, ITU, Mulher, de 26 a 35 anos, Portuguese, Música, Informática e Internet, artesanato



Histórico


Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 Centro Infantil Boldrini
 Minha Alma
 Eternamente Gabi
 Josi Carinha de Bola
 Reflexos da Alma
 Site sobre Hemofilia
 Vale do Amor
 Mais de Nós Dois
 Eu e Histórias...
 Mãe da Luz
 A Poderosa & o Bruxo
 Sorria.com.br
 Vida de Cão
 Blog da Mi Leoa
 Meu mar azul
 Gifs Animados
 The Gabee
 Nem uma menina, Nem ainda uma mulher
 Serenata ao Luar
 Todo Fim é um Novo Começo
 Carol e sua vida
 Mais um dia, vida, correria...
 Vida Empolgante para Sempre
 Playground dos Dinossauros
 Augusto Neto
 Sonhos de Lis Midis
 Coisas da Vida
 Kit Básico da Mulher Moderna
 Mãe 24horas
 Blogs que eu vi
 Electra
 Cantinho da Deli
 Enquanto isso não passar
 Garotas que dizem Ni
 O mundo de Rô
 Change Of Times
 Associação dos Hemofílicos de Campinas e região
 Em Busca de Mim
 MEU FOTOBLOG